Vice Presidente do Corinthians Preso em São Paulo

E desgraça pouca é bobagem. No mesmo dia em que se revela que a construção do tão esperado estádio do Corinthians está metida até as orelhas na operação Lava Jato, André Negão, vice presidente da associação ainda vai preso por porte ilegal de arma.

Ao chegar na residência do cartola, com um mandado de busca para os documentos necessários para provar a propina da Odebrecht, os investigadores federais encontraram lá uma arma não registrada. Resultado: em vez de ir a Curitiba prestar esclarecimentos, o dirigente vai preso em São Paulo mesmo. 

Na  26ª fase da operação da Lava Jato, o diretor de contrato da Odebrecht e responsável pela obra da Arena do Corinthians, Antônio Gavioli, é responsável por solicitar pagamentos em espécie de R$ 500 mil. A propina foi entregue para uma pessoa identificada pelo codinome “Timão”, que, suspeita-se, seria o vice-presidente do Corinthians.

error: Conteúdo Protegido!