Tentativa de Suicídio no Planalto

Que a corrente situação do país está se tornando cada vez mais difícil a gente já sabia. Que o desespero está batendo em muitos brasileiros que não tem mais como sustentar suas famílias, também – aqueles que Lula e Dilma alegam ter “tirado da miséria” mergulham dia a dia e cada vez mais rápido em direção ao findo do poço – mas quando a situação chega ao ponto de o brasileiro se suicidar é hora de pensar – e muito.

Infelizmente não foram Dilma nem Lula – e nenhum dos seus lacaios pagos – que chegaram a esse extremo. O pobre desesperado foi um brasileiro médio desconhecido – ele não portava identidade – na faixa dos 40 a 50 anos. Ele vestia uma bermuda de nylon (tecido altamente inflamável) e uma camiseta, que removeu antes de atear fogo ao próprio corpo em frente ao Palácio do Planalto nesse domingo, dia 10.

Acudido pelos bombeiros, o homem teve 70% do corpo queimados. Sua identificação terá de ser feita no Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Testemunhas disseram que ele é branco, magro e possui cabelos e barbas compridos. Quando o Corpo de Bombeiros chegou, alguém havia usado um extintor no homem, que estava no chão e murmurava frases desconexas sobre religião.

Fica aqui o apelo: srs deputados, srs senadores, isso já foi longe demais. Vamos terminar logo com essa fase negra da nossa história – uma presidente ladra não é algo que valha uma morte sequer.

error: Conteúdo Protegido!