STF: Bem Vinda Carmen Lucia!

carmen_lucia-tseAntes da votação da perda do mandato de Eduardo Cunha, a ministra Carmen Lúcia, discretamente, tornar-se-á (dá-lhe que baixou o Temer na gente!!!) a segunda mulher a presidir o Supremo Tribunal Federal do país – a primeira foi Ellen Grace, indicada ao STF pelo saudoso Fernando Henrique Cardoso.

Apesar de ter sido indicada pelo ex-Presidente Lula para substituir Nelson Jobim, Carmen Lúcia é famosa por suas posições altamente republicanas e corretíssimas (com exceção do voto pela absolvição dos condenados do mensalão, escorregada, ops..). Sua biografia é extremamente forte, reportando-se à wikipedia:

Nascida em Montes Claros, a Florival Rocha e Anésia Antunes, de origens portuguesas, Carmen Lúcia Antunes Rocha foi criada em Espinosa. Formou-se em Direito em 1977 pela Faculdade Mineira de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, da qual se tornaria professora. É especialista em Direito de Empresa pela Fundação Dom Cabral (1979), mestre em Direito Constitucional pela Universidade Federal de Minas Gerais (1982) e doutora em Direito do Estado pela Universidade de São Paulo (1983).

Foi procuradora do Estado de Minas Gerais de 1983 até ser indicada ao STF em 2006, tendo ocupado o cargo de procuradora-geral do Estado no governo de Itamar Franco. Foi diretora da Revista do Instituto dos Advogados Brasileiros.

Na décima terceira edição do Prêmio Faz Diferença do jornal O Globo, foi eleita a “Personalidade do Ano” de 2015.

É parente distante de José Paulo Sepúlveda Pertence, que também foi ministro do STF.

Diferente do seu antecessor, Carmen Lucia promete olhar menos para os juizes e mais para a sociedade. Diz que em sua primeira semana trabalhará lewandowskiem temas sociais e trabalhistas como o direito da mulher trabalhadora e o fornecimento dos medicamentos de alto custo.

Quando do voto pela prisão de Delcídio do Amaral, Carmen Lúcia fez um pequeno discurso que iria se tornar famoso nos anais da internet:

Houve um momento que a maioria de nós brasileiros, acreditou, num mote segundo o qual uma esperança tinha vencido o medo. Depois deparamos com a Ação Penal 470 e descobrimos que o cinismo tinha vencido aquela esperança. Agora parece se constatar que o escárnio venceu o cinismo. O crime não vencerá a justiça. Aviso aos navegantes dessas águas turvas de corrupção e das iniquidades: Criminosos não passarão a navalha da desfaçatez e da conclusão que imunidade, impunidade e corrupção…

Nossa esperança é que ela presida o STF com a seriedade e honestidade que colocou nessa fala. Bem vinda Carmen Lúcia… adiós Lewandowski!!!!

error: Conteúdo Protegido!