Semipresidencialismo para um semipaís?

Poisé. Ontem, antes de ser cogitado para ganhar o prêmio Presidiário do Ano, o ex presidente Molusco andou tentando desfazer o monte de besteira política que a Presidanta aprontou nos últimos meses e saiu correndo em busca de resgatar o apoio dos decididos indecisos PMDBistas. Tomou café da manhã com eles, incluindo o ex-futuro réu Renan Cavalheiros e saiu todo satisfeito achando que tinha feito uma grande coisa e que era mestre da articulação política.

Pois foi só ele virar as costas que os decididos saíram correndo e foram o que? Jantar com os senadorss do PSDB!

Siiiiiim a malvada oposição!

E corre à boca pequena de fontes internas que o papo do jantar foi tenso. Conversando com lideranças oposicionistas como Laércio das Neves, Renan fez a surpreendente revelação de que teria conversado com a Dilmandona sobre uma alternativa para a “ingovernabilidade” atual do país: um semipresidencialismo.

Nesse diabo de proposta, que em todo canto chama semiparlamentarismo mas aqui querem chamar de semipresidencialismo (whatever, a ordem dos fatores não altera o produto gente! Não estudaram matemática não? Renan estudou!) a idéia é o parlamento governar e a Presidanta ficar quietinha lá enfeitando a cadeira.

Ficam duas dúvidas: primeiro, o parlamento governar? Aquele parlamento que até assinatura falsifica? Ou aqueles caras que vivem tentando se esmurrar? Segundo: enfeitar a cadeira? Se esse for o objetivo voto na Bruna Malaquezine na próxima eleição, porque essa aí pra enfeitar qualqer coisa é ruim hem…..

Os delírios dos nossos ilustres senadores e deputados….

error: Conteúdo Protegido!