Prisão em Segunda Instância – Passou Raspando!

Por 6 votos a 5 – raspando – e depois de muito blablabla, foi finalmente mantida a prisão em segunda instância pelo Supremo Tribunal Federal.

Apesar da revolta do ‘diferente’ Marco Aurélio Mello – o primo do Collor, aquele que teve a filha privilegiada por Dilma, lembram? – o relator, 6 dos 11 ministros do STF votaram a favor de manter a prisão em segunda instância. Mello, ao final da proclamação do resultado, ainda quis ganhar tempo, mas Carmen Lucia foi definitiva.

Votaram a favor de manter a prisão em segunda instância:Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Luiz Fux, Gilmar Mendes e a presidente do STF, Cármen Lúcia.

Votaram contra (ou seja, para beneficiar os petroleiros): Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello.

error: Conteúdo Protegido!