Leo Pinheiro Decide Falar

Terminou a pouco o depoimento de Leo Pinheiro ao juiz Sergio Moro.

Diferente da primeira vez, em que se manteve calado, dessa vez Leo Pinheiro decidiu falar – e falou pelos cotovelos. Ele afirmou que sofreu chantagem por parte de Gim Argello e Vital do Rego, que também procuraram empresas como Engevix, Andrade Gutierrez, Odebrecht, UTC, Camargo Corrêa e Queiroz Galvão. Além disso, implicou também Ricardo Berzoini, dizendo que ele estava presente a pelo menos uma reunião das empreiteiras e que teria falado sobre a preocupação de Dilma com a CPI da Petrobrás.

A postura de Leo Pinheiro mudou de água pro vinho, e ele deixou claro que está disposto a entregar o que vier – até mesmo agradeceu ao juiz Sérgio Moro pela oportunidade de colaborar.

Durante esse periodo, já são dois anos, uma coisa que tem me angustiado muito, um prejuízo muito grande para mim, para minha família, minha empresa e meus amigos. Eu quero colaborar no que eu puder e agindo exatamente como agi aqui. Eu sei dos crimes que cometi. Não estou fugindo de nenhum deles. Direi todos que cometi e seja quem for do outro lado.

 

error: Conteúdo Protegido!