Lava Jato: Tamos na Bahia Meu Rei!

policia_federal_04
Operação Hidra de Lerna. Esse é o nome desse braço da Lava Jato que cumpriu 16 mandados de busca e apreensão na Bahia, Distrito Federal e no Rio de Janeiro na manhã desta terça-feira. O alvo da operação seria um  grupo criminoso por financiamento ilegal de campanhas políticas na Bahia e por esquemas de fraudes em licitações e contratos no Ministério das Cidades. Esse esquema teria sido, inclusive, usado para eleger o governador Rui Costa, do PT.

Em Salvador, a PF foi ao prédio de Mário Negromonte, ex Ministro das Cidades, do PP, na agência de publicidade Propeg, no bairro da Barra, e na sede do PT, no Rio Vermelho. O presidente do PT da Bahia, é claro, choramingou e espalhou mentiras sobre a operação.

Foi uma estranheza a forma da operação. Desde as primeiras horas, as portas foram arrombadas. Os funcionários chegaram às 8h e a sede estava arrombada pela PF, com mandado de busca a apreensão de documentos e foi disponibilizado tudo. Eu me coloquei à disposição e toda direção partidária também. Não temos qualquer relação com a Propeg. Não foi dito qual campanha e qual ilegalidade. Eu desconheço qualquer irregularidade.

 

 

error: Conteúdo Protegido!