José de Abreu: Cachorrinho do PT Será Processado

Nos últimos dias o nome de José de Abreu anda em voga. Petista roxo, o ator se aproveita do atual momento de desassossego do país para aparecer. Aparentemente é partidário do “falem mal mas falem de mim”. A última dele aconteceu essa semana, quando tuitou ter cuspido na cara de um homem e sua esposa em um restaurante de São Paulo. O homem (um advogado carioca, segundo o ator) o teria ofendido (dito a frase “vota no PT e vem comer no japonês”) e José de Abreu perdeu a linha e cuspiu nele e na esposa. Em seu twitter ele clama que “fascista tem que ser tratado assim” e “foi em homenagem a Jean Wyllys”. O ator ainda ridicularizou o advogado por não ter reagido e o chamou de covarde.

Mas é fácil fazer essas coisas quando a vítima não reage. Dessa vez o ator parece ter mordido mais do que conseguirá engolir. Ele foi se meter a criticar o ministro do Supremo, Gilmar Mendes. Da primeira vez José de Abreu havia acusado o ministro de corrupto, mas pediu desculpas. Dessa vez, o ator afirmou que o ministro do STF contratou um “araponga” que tem relações com o bicheiro Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Gilmar Mendes entrou, então, com uma queixa-crime que pede a punição de José de Abreu por calúnia e difamação – o crime de difamação tem pena prevista de três meses a um ano e multa. Para o crime de injúria, a pena é de um a seis meses de prisão e multa.

Comentando sbre o assunto, Gilmar Mendes diz acreditar que o ator se vale do fato de ser personalidade pública: Tenho a impressão que há muito tempo ele é utilizado como uma caixa de ressonância no Twitter, faz brincadeira e se valendo do valor que se dá para personalidade pública”, diz o magistrado.  “Há algum tempo ele fez uma afirmação nessa linha de exagero, entrei com uma interpelação e achou por bem dizer que não era nada disso, que ele nem sabia o que significava o termo corrupto, o que chega a ser engraçado e mostra o grau de irresponsabilidade ou até do grau de inconsciência que às vezes ele é acometido. Agora, recentemente, ele voltou à tona depois de ter se humilhado naquela outra ação para dizer que eu tinha contratado o Dadá, que ele foi condenado e por que que eu não tivera sido. Na verdade, nunca houve isso.”

José de Abreu se diz perseguido e clama que existe valorização demais sobre seus comentários: “Um tweet com 140 toques resultou num inquérito que, até agora, já com a inicial, ja tem 601 páginas. […] Ainda não conversei com o advogado, está estudando a inicial que tem 601 páginas”, disse ele em seu twitter.

Particularmente espero que ele pague uma pena bem dura. Todos temos ideologias, se ele quer ser cachorrinho do PT está em seu direito, mas truculência e agressividade não ficam bem em ninguêm, AINDA MAIS em alguém conhecido por ser um grande ator, uma figura pública que deveria dar o exemplo e ajudar a educar, não deseducar nossas crianças!

error: Conteúdo Protegido!