Impeachment: Relator Vota Pela Admissibilidade

Após um monte de problemas criados pelos senadores da base governista (são só cinco e conseguem procrastinar por horas a fio, imagine se fossem uns 10, cada sessão da Comissão ia levar uma semana….) que tentaram de novo invalidar o relatório e recomeçar o processo alegando que o relator não era legítimo, Antonio Anastasia conseguiu FINALMENTE fazer a leitura de seu relatório – muito bem elaborado e completo, por sinal (leia aqui a íntegra do relatório). 

Para resumir, Anastasia chama a tese de golpe de irresponsável, defende que outras motivaçōes para o impeachment possam também ser analisadas no processo de afastamento e detalha as pedaladas fiscais, demonstrando como elas categorizam motivo mais do que válido para o impeachment. O senador vota pela total admissibilidade do processo de impeachment.

Amanhã, José Eduardo Cardoso, o Advogado Geral da União, deverá comparecer à Comissão para MAIS UMA VEZ defender Dilma – se não estiver ocupado tentando elaborar a própria defesa, já que Janot pediu seu indiciamento ao STF. O AGU deverá novamente desfiar os mesmos velhos, usados e rotos argumentos – e não convencer ninguém. O relatório deverá ser votado pela Comissão nessa sexta feira e no Plenário provavelmente na quarta feira que vem. Aprovado, a Presidente será então afastada e Temer poderá assumir até o final da semana que vem.

 

error: Conteúdo Protegido!